EDIÇÃO nº 934 | 09/02/2018

EDIÇÃO nº 934 | 09/02/2018

Os cinco níveis de influencia

 

3 passos para evitar fraudes em sua empresa 

Escrito por Eliane Tanaka


Todos os dias companhias ao redor do mundo perdem dinheiro por conta de ações de má-fé. Dados da Association of Certified Fraud Examiners (ACFE) estimam que as empresas devem perder em média 5% da sua receita com as fraudes. E quanto maior a empresa, maior a dificuldade de controle.

Não é a toa que segundo estimativas do Gatner o investimento global em Segurança da Informação até o fim deste ano será de 84,4 bilhões de dólares, o que representa um aumento de 7% em comparação com 2016. Para 2018, a previsão é um investimento de 93 bilhões de dólares, um aumento de 12% com relação a este ano. Ou seja, os números mostram que os empresários estão cientes das perdas causadas por incidentes em segurança e dispostos a investir em ações preventivas.

As fraudes podem ser de origem externa, que é a violação por parte dos criminosos; ou interna, quando há inocência ou até mesmo mau caráter por parte dos funcionários - que podem atuar nos mais diferentes níveis. Nos contact centers, por exemplo, existem casos de atendentes que se uniram a instaladores para receber por serviços não realizados. O fato que é muitas vezes o golpe vem de pessoas consideradas de confiança. E além da perda de dinheiro, que pode ameaçar a estabilidade financeira de uma companhia, também podem resultar em crises de imagem, credibilidade e reputação - basta observar o que aconteceu com as empresas mencionadas da Lava Jato.

A questão é: como prever ou detectar uma fraude com agilidade?

Ambientes vulneráveis, com processos mal estruturados ou até mesmo ausentes e onde não existem auditorias, estão mais suscetíveis a desvios. Pensando nisso, compartilho três dicas para evitar (ou pelo menos minimizar) a possibilidade de fraudes em companhias de qualquer porte ou segmento de atuação:

Conheça os pontos frágeis

Se antecipe aos riscos. Todo mundo tem fraquezas e com as empresas não é diferente. Ao reconhecer quais são as áreas mais sensíveis, é possível redobrar a atenção e criar ações contra possíveis golpes.

Tenha processos bem estruturados

Sem metodologias bem definidas cada funcionário atua de uma maneira diferente e a empresa perde o controle, ficando mais suscetível às fraudes e muitas vezes só percebendo que algo está errado quando o prejuízo é evidente. Crie processos e faça análises para que haja garantia de que são seguros.

Automatize atividades

Existem funções dentro de uma empresa que podem ser realizadas com mais eficiência e segurança se forem automatizadas. Além de aumentar a produtividade e, por consequência, os lucros da companhia. Deixe as ações repetitivas para as máquinas e conte com as habilidades humanas para ações estratégicas.

Infelizmente, não há como se prevenir da ação de indivíduos desonestos - assim como também não dá para desconfiar de tudo e de todos o tempo todo. Pessoas mal intencionadas existem em todos os lugares e em todas as funções. O importante é se precaver, tendo uma empresa organizada e controlando o máximo de atividades possível. Desta forma, torna-se mais fácil perceber quando algo está errado e é possível agir com rapidez para solucionar a questão antes que os negócios sejam prejudicados.

Certamente, cada empresa tem suas peculiaridades, por isso, também vale avaliar se não existe a necessidade de contar com o apoio de uma consultoria externa para analisar as operações e sugerir melhorias. Cuide da segurança das informações da sua empresa com a mesma atenção que dá para a segurança patrimonial.Wellington Moreira, palestrante e consultor empresarial

 

Quando o seguro de carro protege contra
queda de árvores, alagamentos e granizo?

 

Dicas de segurança residencial para o período de férias e feriados

Segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), para 2018 se espera um crescimento de 10% das vendas de pacotes de viagens em relação ao ano anterior, por conta da recuperação da economia e do aquecimento do mercado de turismo. E, com a chegada das férias e o grande número de feriados prolongados previstos para o ano, muitas pessoas vão viajar e se ausentar de seus imóveis os deixando mais expostos.

Por isso, Luciana Gomes, gerente geral da Porto Seguro no Paraná, aponta dicas de como proteger a residência durante o período em que ficará vazia:

Antes de viajar, avise a um vizinho de confiança sobre a sua ausência e, se possível, peça que ele faça uma visita à residência esporadicamente;
Cancele a entrega de correspondências para que não se acumulem na porta causando uma impressão de abandono do imóvel;

Moradores de condomínio não devem deixar as chaves na portaria. Já para quem mora em casa, deve-se evitar manter o cadeado no lado de fora do portão, que pode deixar à vista que a casa está vazia;

Não deixe luzes acessas durante toda a viagem, pois pode chamar a atenção de dia indicando ausência de pessoas;

Retire da tomada todos os aparelhos eletrônicos. Isso preserva que sejam danificados no caso de sobrecarga elétrica, evitando até mesmo o risco de incêndios;

Desligue a campainha. Pessoas sondando casas vazias podem acioná-las em diversos horários para verificar se alguém atende e, se não ouvirem o toque, não terão certeza se a casa está de fato vazia ou se a campainha está com defeito;

Antes de sair, cheque se janelas e portas estão fechadas com trincos e fechaduras;

Se possível, invista em uma tecnologia de monitoramento e proteção residencial.
Segundo dados da Porto Seguro Proteção e Monitoramento, a procura pelo Porto Seguro Alarme Mais - produto de monitoramento que alia automação com sistema de alarme e câmera utilizando a tecnologia de IoT (internet das coisas) - aumentou aproximadamente 10% no período anterior às férias de verão, em 2017.

Luciana ressalta que comprar aparelhos de segurança em lojas físicas nem sempre é uma boa ideia. “Escolher estes equipamentos exige um certo conhecimento sobre tecnologia e acaba saindo mais caro, já que os itens geralmente são vendidos separadamente”, explica.

De acordo com a gerente, as funcionalidades das novas tecnologias, como as do Alarme Mais, somadas a ações simples do dia a dia reforçam a proteção do imóvel e da família e trazem mais tranquilidade para aproveitar as férias e feriados. Fonte: CQCS

 

Certa orienta sobre aprimoramentos das normas de emissão do Certificado Digital ICP Brasil

 

Prefeituras devem utilizar Certificado Digital para acesso ao programa Cartão Reforma
O Ministério das Cidades estabeleceu que a partir deste ano todas as prefeituras e estados interessados em participar do programa Cartão Reforma, benefício para compra de materiais de construção, deverão utilizar o certificado digital de pessoa jurídica da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil para acesso ao sistema.

Segundo a pasta, as prefeituras ou estados já cadastrados deverão validar ou atualizar seus dados, bem como do representante que está registrado no certificado digital de pessoa jurídica. Já as prefeituras e estados que ainda não se cadastraram farão o processo a partir do primeiro acesso.

Desta forma, não será mais aceito o certificado digital de pessoa física do prefeito ou governador. “Essa exigência decorre da necessidade de segurança das informações que serão cruzadas com a Receita Federal”, explica o diretor do Departamento de Melhoria Habitacional do Ministério das Cidades, Álvaro Lourenço.

O programa Cartão Reforma visa beneficiar famílias com renda mensal de até R$ 2.811 com recursos para compra de materiais de construção. O valor do benefício varia de R$ 2 mil a R$ 9 mil. É preciso residir no imóvel a ser beneficiado e ser maior de 18 anos ou emancipado. O imóvel deve estar em área indicada pelo poder municipal, regularizada ou passível de regularização na forma da lei.

 

A revolução do marketing nos próximos cinco anos

 

ITI publica Cadastro de Agente de Registro – CAR
O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI publicou em seu portal, na última sexta-feira, 2, o Cadastro de Agente de Registro – CAR, que tem por objetivo manter disponível a relação de todos os agentes de registro que atuam no âmbito da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil.

A ação visa a gerar maior controle e fiscalização sobre aqueles que atuam diretamente na emissão dos certificados digitais ICP-Brasil. Somente os agentes de registro relacionados na lista disponibilizada poderão ter acesso aos sistemas de emissão de certificados digitais.

Cabe às Autoridades Certificadoras – ACs revogarem os acessos daqueles que deixarem de figurar na relação. Todas as informações sobre como deve ser realizado o cadastro estão disponíveis no Manual de Instruções do CAR. O Cadastro foi instituído por meio da Instrução Normativa nº 9, de 16 de novembro de 2017.

Acesse o Cadastro de Agente de Registro – CAR

Prazo

Encerrou-se nesta quarta-feira, dia 7 de fevereiro, o prazo para que todas as Autoridades Certificadoras encaminhassem ao ITI os dados dos seus agentes de registro. No próximo dia 9, sexta-feira, o ITI atualizará o CAR e aquelas ACs que não enviaram as informações estão sujeitas às medidas disciplinares previstas pelos normativos da ICP-Brasil.

Fonte: Raccoon Marketing Digital

 

 

Dúvidas de Seguros

A vistoria prévia feita pela seguradora caracteriza aceitação do seguro pela seguradora?

Não. A vistoria prévia simplesmente significa a faculdade do segurador analisar o risco que se responsabilizará no caso de aceitação do seguro.

 

Saúde

Hábitos que prejudicam a digestão

Fora de forma e com dores
Estar fora de forma ou com dores nas costas não é desculpa para não se exercitar. Aliás, a melhor maneira de entrar em forma e desaparecer com as dores nas costas ou articulares é a atividade física. Obviamente respeite uma progressão adequada às suas condições.
Não adianta querer resolver num dia o que não fez em meses ou anos. Comece devagar, 15 a 20 minutos com moderação e gradativamente aumente a intensidade dentro de um nível tolerável. Busque orientação profissional para melhor auxiliá-lo nas suas progressões. O importante é começar.
Sem exercícios sua forma só vai piorar e por consequências as dores. Emagrecer sem ginástica é muito difícil e ainda causa perda de massa muscular, essencial para a sua saúde, vitalidade e longevidade. Fonte: oqueimportana vida.com

 

Orientação Segura

Pare de atrair desgraças para sua vida


Por que quando alguém se aproxima e conta a calamidade que está a vida dela as pessoas se compadecem e ficam solidárias e quando alguém vem contar com entusiasmo as maravilhas que está vivendo, as pessoas acham o cara esnobe e contador de papo? Bill Clinton, ex-presidente dos EUA disse que umas das maiores lições que ele teve da mãe dele foi aprender a celebrar a felicidade dos outros.
Que tal celebrarmos a felicidade dos outros e principalmente as nossas e parar de alimentar o choro e ranger de dentes que alguns insistem em viver para satisfazer a necessidade de se sentirem importantes através dos problemas? Como existe uma lei de atração, nesse estado de agradecimento e celebração certamente você atrairá mais felicidade e mais riqueza. Fonte: oqueimportanavida.com

 

Ação positiva

 

"O caráter de um homem é formado pelas pessoas que escolheu para conviver." (Sigmund Freud)

Sub-categorias

EDIÇÃO nº 952 | 15/06/2018 EDIÇÃO nº 951 | 08/06/2018 EDIÇÃO nº 950 | 01/06/2018 EDIÇÃO nº 949 | 25/05/2018 EDIÇÃO nº 948 | 18/05/2018 EDIÇÃO nº 947 | 11/05/2018 EDIÇÃO nº 946 | 04/05/2018 EDIÇÃO nº 945 | 27/04/2018 EDIÇÃO nº 944 | 20/04/2018 EDIÇÃO nº 943 | 13/04/2018 EDIÇÃO nº 942 | 06/04/2018 EDIÇÃO nº 941 | 30/03/2018 EDIÇÃO nº 940 | 23/03/2018 EDIÇÃO nº 939 | 16/03/2018 EDIÇÃO nº 938 | 09/03/2018 EDIÇÃO nº 937 | 02/03/2018 EDIÇÃO nº 936 | 23/02/2018 EDIÇÃO nº 935 | 16/02/2018 EDIÇÃO nº 934 | 09/02/2018 EDIÇÃO nº 933 | 02/02/2018 EDIÇÃO nº 932 | 26/01/2018 EDIÇÃO nº 931 | 22/01/2018 EDIÇÃO nº 931 | 19/01/2018 EDIÇÃO nº 930 | 12/01/2018 EDIÇÃO nº 929 | 05/01/2017 EDIÇÃO nº 928 | 29/12/2017 EDIÇÃO nº 927 | 22/12/2017 EDIÇÃO nº 926 | 22/12/2017 EDIÇÃO nº 926 | 15/12/2017 EDIÇÃO nº 925 | 08/12/2017 EDIÇÃO nº 924 | 01/12/2017 EDIÇÃO nº 923 | 24/11/2017 EDIÇÃO nº 922 | 17/11/2017 EDIÇÃO nº 921 | 10/11/2017 EDIÇÃO nº 920 | 03/11/2017 EDIÇÃO nº 919 | 27/10/2017 EDIÇÃO nº 918 | 20/10/2017 EDIÇÃO nº 917 | 13/10/2017 EDIÇÃO nº 916 | 06/10/2017 EDIÇÃO nº 915 | 29/09/2017 EDIÇÃO nº 914 | 22/09/2017 EDIÇÃO nº 913 | 15/09/2017 EDIÇÃO nº 912 | 08/09/2017 EDIÇÃO nº 911 | 01/09/2017 EDIÇÃO nº 910 | 25/08/2017 EDIÇÃO nº 909 | 18/08/2017 EDIÇÃO nº 908 | 11/08/2017 EDIÇÃO nº 907 | 04/08/2017 EDIÇÃO nº 906 | 28/07/2017 EDIÇÃO nº 905 | 21/07/2017 EDIÇÃO nº 904 | 14/07/2017 EDIÇÃO nº 903 | 07/07/2017 EDIÇÃO nº 902 | 30/06/2017 EDIÇÃO nº 901 | 23/06/2017 EDIÇÃO nº 900 | 16/06/2017 EDIÇÃO nº 899 |09/06/2017 EDIÇÃO nº 898 | 02/06/2017 EDIÇÃO nº 897 | 26/05/2017 EDIÇÃO nº 896 | 19/05/2017 EDIÇÃO nº 895 | 12/05/2017 EDIÇÃO nº 894 | 05/05/2017 EDIÇÃO nº 893 | 28/04/2017 EDIÇÃO nº 892 | 21/04/2017 EDIÇÃO nº 891 | 14/04/2017 EDIÇÃO nº 890 | 07/04/2017 EDIÇÃO nº 889 | 31/03/2017 EDIÇÃO nº 888| 24/03/2017 EDIÇÃO nº 887 | 17/03/2017 EDIÇÃO nº 886 | 10/03/2017 EDIÇÃO nº 885 | 03/03/2017 EDIÇÃO nº 884 | 24/02/2017 EDIÇÃO nº 883 | 17/02/2017 EDIÇÃO nº 882 | 10/02/2017 EDIÇÃO nº 881 | 03/02/2017 EDIÇÃO nº 880 | 27/01/2017 EDIÇÃO nº 879 | 23/01/2017 EDIÇÃO nº 878 | 13/01/2017 EDIÇÃO nº 877 | 09/01/2017 EDIÇÃO nº 876 | 30/12/2016 EDIÇÃO nº 875 | 23/12/2016 EDIÇÃO nº 874 | 16/12/2016 EDIÇÃO nº 873 | 12/12/2016 EDIÇÃO nº 872 | 02/12/2016 EDIÇÃO nº 871 | 25/11/2016 EDIÇÃO nº 870 | 18/11/2016 EDIÇÃO nº 869 | 11/11/2016 EDIÇÃO nº 868 | 04/11/2016 EDIÇÃO nº 867 | 28/10/2016 EDIÇÃO nº 866 | 21/10/2016 EDIÇÃO nº 865 | 14/10/2016 EDIÇÃO nº 862 | 24/09/2016 EDIÇÃO nº 861 | 16/09/2016 EDIÇÃO nº 860 | 09/09/2016 EDIÇÃO nº 859 | 02/09/2016 EDIÇÃO nº 858 | 26/08/2016 EDIÇÃO nº 855 | 22/08/2016 EDIÇÃO nº 854 | 29/07/2016 EDIÇÃO nº 853 | 22/07/2016 EDIÇÃO nº 852 | 15/07/2016 EDIÇÃO nº 851 | 08/07/2016 EDIÇÃO nº 850 | 01/07/2016 EDIÇÃO nº 849 | 24/06/2016 EDIÇÃO nº 848 | 17/06/2016 EDIÇÃO nº 847 | 10/06/2016 EDIÇÃO nº 846 | 03/06/2016 EDIÇÃO nº 845 | 27/05/2016 EDIÇÃO nº 844 | 20/05/2016 EDIÇÃO nº 843 | 13/05/2016 EDIÇÃO nº 842 | 06/05/2016 EDIÇÃO nº 841 | 29/04/2016 EDIÇÃO nº 840 | 22/04/2016 EDIÇÃO nº 839 | 15/04/2016 EDIÇÃO nº 838 | 08/04/2016 EDIÇÃO nº 837 | 01/04/2016 EDIÇÃO nº 836 | 25/03/2016 EDIÇÃO nº 835 | 19/03/2016 EDIÇÃO nº 834 | 11/03/2016 EDIÇÃO nº 833 | 04/03/2016 EDIÇÃO nº 832 | 26/02/2016 EDIÇÃO nº 831 | 18/02/2016 EDIÇÃO nº 830 | 12/02/2016 EDIÇÃO nº 829 | 05/02/2016 EDIÇÃO nº 828 | 29/01/2016 EDIÇÃO nº 827 | 22/01/2016 EDIÇÃO nº 826 | 15/01/2016 EDIÇÃO nº 825 | 08/01/2016 EDIÇÃO nº 824 | 01/01/2016 EDIÇÃO nº 823 | 25/12/2015 EDIÇÃO nº 822 | 18/12/2015 EDIÇÃO nº 821 | 11/12/2015 EDIÇÃO nº 820 | 04/12/2015 EDIÇÃO nº 819 | 27/11/2015 EDIÇÃO nº 818 | 20/11/2015 EDIÇÃO nº 817 | 13/11/2015 EDIÇÃO nº 816 | 06/11/2015 EDIÇÃO nº 815 | 30/10/2015 EDIÇÃO nº 814 | 23/10/2015 EDIÇÃO nº 813 | 16/10/2015 EDIÇÃO nº 812 | 09/10/2015 EDIÇÃO nº 811 | 02/10/2015 EDIÇÃO nº 810 | 25/09/2015 EDIÇÃO nº 809 | 18/09/2015 EDIÇÃO nº 808 | 11/09/2015 EDIÇÃO nº 807 | 04/09/2015 EDIÇÃO nº 806 | 28/08/2015 EDIÇÃO nº 805 | 21/08/2015 EDIÇÃO nº 804 | 14/08/2015 EDIÇÃO nº 803 | 07/08/2015 EDIÇÃO nº 802 | 31/07/2015 EDIÇÃO nº 801 | 24/07/2015 EDIÇÃO nº 800 | 17/07/2015 EDIÇÃO nº 799 | 10/07/2015 EDIÇÃO nº 798 | 26/06/2015 EDIÇÃO nº 797 | 19/06/2015 EDIÇÃO nº 796 | 12/06/2015 EDIÇÃO nº 795 | 05/06/2015 EDIÇÃO nº 794 | 29/05/2015 EDIÇÃO nº 793 | 22/05/2015 EDIÇÃO nº 792 | 15/05/2015 EDIÇÃO nº 791 | 07/05/2015 EDIÇÃO nº 790 | 01/05/2015 EDIÇÃO nº 788 | 17/04/2015 EDIÇÃO nº 787 | 10/04/2015 EDIÇÃO nº 786 | 03/04/2015 EDIÇÃO nº 785 | 27/03/2015 EDIÇÃO nº 784 | 20/03/2015 EDIÇÃO nº 781 | 20/02/2015 EDIÇÃO nº 779 | 06/02/2015 EDIÇÃO nº 778 | 30/01/2015 EDIÇÃO nº 777 | 23/01/2015 EDIÇÃO nº 776 | 16/01/2015 EDIÇÃO nº 775 | 09/01/2015