topo

Postado em 15 de Outubro às 14h03

MENSAGEIRO SEGURO 1126

Institucional (152)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Mensageiro Seguro Número 1.126 – Ano XIV – 15/10/2021 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros...

Mensageiro Seguro
Número 1.126 – Ano XIV – 15/10/2021
Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda.
Edição: Samara Braghini


Leia nesta edição do Mensageiro Seguro


1. Insumo do Consumo
2. Economia global desacelera, mas setor de seguros se mantém forte
3. INSS vai permitir validação de crédito consignado on-line por assinatura eletrônica
4. Lei do Governo Digital passa a valer para municípios de todo o país
5. Saúde: Saúde Ocular
6. Orientação segura: Como iniciar uma vida positiva?
7. Ação Positiva

Insumo do Consumo

O poder está cada vez mais disperso. E a capacidade das pessoas de se informar e se organizar continuará crescendo. O velho slogan "power to the people" nunca foi tão novo. Ele impacta a política, mas também a economia em seu conceito mais básico: a oferta e a procura. Poder para as pessoas significa poder para os consumidores.

A rápida transição do consumidor passivo do século 20 para o consumidor ativo do século 21 é uma das evoluções mais importantes dessa era de revoluções. Estamos cada vez mais longe da máxima atribuída a Henry Ford sobre o lançamento do automóvel: "Se eu tivesse perguntado aos consumidores o que queriam, eles teriam respondido: 'Cavalos mais rápidos'".

Hoje os consumidores estão bem mais informados e exigentes. E são cada vez mais ouvidos. Criar canais adequados para esse diálogo, processá-lo de forma inteligente e produtiva e responder com rapidez e correção é uma das ferramentas mais ricas da nova gestão. Fico feliz toda vez que compro algo e recebo logo um e-mail de avaliação da empresa que o vendeu.

O novo consumidor nasceu da abundância de canais de consumo, informação e comunicação da nova ordem mundial. Ele tem diante de si ofertas quase infinitas que pode comprar e receber como, onde e quando quiser.

Mas a força do consumidor não deve ser a fraqueza do vendedor. É preciso entrar do lado certo nessa equação. As mesmas ferramentas que empoderam o consumidor também ajudam as empresas a compreendê-lo e alcançá-lo. As redes sociais são armas de pressão e também oportunidades de venda, comunicação e coleta de dados.

Pesquisa da McKinsey com 22 mil pessoas em 26 países consolidou cinco características básicas dos hábitos desses novos consumidores:

1) Procuram descontos e promoções ativamente – na média global, 44% disseram buscar reduções de preço; no Brasil, passam de 70%. 2) São leais a marcas desde que o preço seja justo –para isso, procuram descontos em diferentes canais de compra e, não encontrando, podem abandoná-las. 3) Quando trocam marcas mais caras por mais baratas, tendem a não voltar a consumi-las. 4) Gostam de esbanjar seletivamente e podem manter a compra de produtos mais caros se as marcas os convencerem de que valem o gasto extra. 5) Compram em diferentes canais e usam assiduamente internet e lojas de desconto.

Com os dados da pesquisa, a McKinsey traçou considerações às empresas: 1) Justifique seu preço – diante de tantas opções, as marcas devem dar motivos claros para o consumidor optar por elas, e não por produtos mais baratos. 2) Evite o meio da escala de preços –é melhor ter opções acima ou abaixo da média e, se possível, uma escada dentro do portfólio para o consumidor optar. 3) Entenda os aumentos de receita –invista na análise das estratégias e promoções de venda mais efetivas e espalhe as lições pela companhia. 4) Tenha clareza sobre o público-alvo e o que o motiva a consumir seu produto ou os da concorrência – esqueça o consumidor genérico e segmente públicos e ações. 5) Garanta a oferta do produto e a consistência de preços estruturando seus canais para maximizar alcance e minimizar conflitos entre eles, dando ênfase aos canais de maior crescimento.

Esses são alguns dos caminhos que se abrem entre a sua empresa e o novo consumidor. Não há insumo mais importante que esse. Se o cliente sempre foi rei, ele ganhou majestade. Nizan Guanaes – Publicitário

Economia global desacelera, mas setor de seguros se mantém forte


A 54ª edição da Conjuntura CNseg traz projeções menos otimistas para a retomada da economia mundial, os efeitos das políticas econômicas adotadas durante a pandemia, além dos números do setor de seguros até julho deste ano.

Segundo o estudo, a retomada das economias nos Estados Unidos e China no primeiro semestre influenciou projeções otimistas para a economia global, no entanto, a variante Delta do novo coronavírus fez retomar a insegurança.

Apesar da visão menos otimista, o setor de seguros brasileiro continua apresentando bom desempenho, encerrando o sétimo mês do ano com crescimento acumulado de 16,8% (sem Saúde e DPVAT), comparado ao mesmo período de 2020. O setor movimentou mais de R$ 172 bilhões em prêmios de seguros, contribuições de planos de previdência e faturamento de capitalização. Em julho, o montante de R$ 27,4 bilhões (sem Saúde e DPVAT) foi 3,2% maior do que o mesmo mês em 2020.

“O bom desempenho no primeiro semestre elevou os percentuais de projeção do setor de seguros, que deve encerrar o ano com crescimento entre 8,5% e 16,3%”, diz a publicação. A perspectiva para o segmento de danos e responsabilidades é de avanço entre 11,1% a 18,2%. Já nos seguros de pessoas, a expectativa é de crescimento entre 9,4% e 13,7%. Fonte: Sincor

INSS vai permitir validação de crédito consignado on-line
por assinatura eletrônica


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai permitir assinatura eletrônica para validação de empréstimo consignado. Um protocolo de intenções entre a autarquia e o Instituto de Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas do Brasil (IRTDPJ-Brasil) foi firmado para o desenvolvimento de medidas de combate a fraudes nos empréstimos consignados tomados por aposentados e pensionistas. Isso porque o processo digital vai verificar se o CPF declarado possui indicativo de óbito – uma das fraudes mais comuns.

O período de teste do programa será de 120 dias. A previsão, segundo o INSS, é de que 2,1 milhões assinaturas eletrônicas sejam feitas mensalmente. Ainda existe a previsão de disponibilização dos contratos de cada operação do projeto piloto, via assinatura eletrônica avançada do IRTDPJ, no aplicativo Meu INSS.

A medida é bem positiva considerando a quantidade de fraudes nos empréstimos consignados — avalia Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP). O INSS informou que “a medida vai valer apenas para crédito consignado realizado de maneira digital, por meio de dispositivos eletrônicos (celular, computador, tablet). Quando o crédito for contratado dentro da agência bancária (fisicamente), não será necessária a assinatura eletrônica avançada, porque a pessoa já estará diante de um funcionário de instituição financeira com seus documentos“.

“O início do processo de contratação do empréstimo continuará sendo feito pelo funcionário da instituição financeira ou pelo correspondente bancário. Ou seja, o profissional oferece o crédito e obtém a concordância do beneficiário do INSS , e daí entra no sistema do IRTDPJBrasil para lançar todos os detalhes do contrato (CPF e outros dados pessoais do beneficiário, valor do empréstimo, quantidade de parcelas, taxa de juros etc). O sistema enviará um link (por Whatsapp, SMS e/ou mail) para o aposentado/pensionista. Quando receber o link, o beneficiário vai clicar, abrindo automaticamente em sua tela o sistema de reconhecimento biométrico”, explica o INSS.

“Haverá um passo a passo que inclui tirar uma foto do rosto, para um cruzamento da imagem com os dados pessoais do beneficiário (que já estarão no sistema do IRTDPJBrasil). Se a imagem do rosto bater com o CPF, bastará a pessoa clicar na palavra “Assinar” na tela, e em seguida já vai poder gravar (download) no dispositivo eletrônico uma cópia do contrato – que terá registro em um dos 3.400 cartórios de Registro de Titulos e Documentos (RTD)”, complementa a nota.

A autarquia esclarece que cada link gerado pelo sistema do IRTDPJBrasil é exclusivamente direcionado para o dono do CPF informado, de forma que se outra pessoa clicar no link e fizer a biometria, o sistema acusará a incompatibilidade (gerando inclusive um “indicativo de fraude”).

E finaliza: “Dessa forma, impede-se que um fraudador “assine” eletronicamente usando o CPF de um aposentado/pensionista, porque terá de utilizar seu próprio rosto no sistema – e aí haverá incompatibilidade com os dados biométricos faciais do verdadeiro titular do CPF”.

Combate à fraude - De acordo com o INSS, essa é mais uma medida para proteger aposentados e pensionistas que frequentemente são vítimas de golpistas e são surpreendidos pela realização de empréstimos consignados sem que jamais tenham solicitado o crédito.

Isso ocorre porque pessoas de má-fé, realizam as transações e se apropriam desses recursos, ou de parte deles, até que o beneficiário descubra a irregularidade. A partir do momento em que o processo de empréstimo exigir a assinatura eletrônica avançada, mecanismos como a biometria facial impedirão que uma pessoa se passe por outra.

Projeto pode ser expandido - Além da plataforma do IRTDPJBrasil, o INSS poderá agregar ao projeto piloto outras soluções empresariais (bancárias, por exemplo) equivalentes, que agreguem avanços como assinatura eletrônica avançada e biometria.

O foco será garantir os mesmos impactos jurídico-tecnológicos: a segurança de procedimento e a segurança jurídica (inclusive para o INSS) no processo dos empréstimos. Inclusive, o cruzamento de dados e as informações geradas ficarão disponíveis para a Polícia Federal, que atua no combate a crimes previdenciários.

Conforme classificação introduzida em 2020 pela lei 14.063, a assinatura eletrônica avançada comprova a autoria e a integridade de documentos em formato eletrônico, isto é, garante que a pessoa que está assinando é mesmo quem diz ser.

No caso da plataforma do IRTDPJBrasil, o ato da assinatura só ocorre após o cruzamento entre o CPF declarado e os dados biométricos faciais capturados pelo dispositivo eletrônico do beneficiário (celular, computador ou tablet).Fonte: AARB

Lei do Governo Digital passa a valer para municípios de todo o país

O Governo Federal informa que a Lei do Governo Digital agora passa a valer também para os municípios de todo o país. Publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 30 de março de 2021, a Lei nº 14.129 estabelece regras e instrumentos para a prestação digital de serviços públicos, que deverão estar acessíveis também em aplicativos para celular.

As novas regras já valem para os entes federados que adotem atos normativos próprios sobre o tema. “É um avanço, porque expande as diretrizes de transformação digital que já vêm sendo adotadas no governo federal a estados e municípios e a outros poderes. É muito relevante para a pessoa ter uma visão de um governo único para um cidadão que também é visto como único nesse ambiente digital”, ressalta o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Caio Mario Paes de Andrade.

Com a medida, o governo busca reforçar a transparência e a abertura de dados públicos, além de ampliar o uso das assinaturas eletrônicas nas interações e comunicações – tanto entre órgãos públicos entre si quanto entre órgãos públicos com os cidadãos. O texto fortalece a transparência ao estabelecer que os dados custodiados pelo governo são de livre utilização, de forma que seja dada total publicidade das bases de dados em formato aberto, com atenção à preservação da privacidade dos dados pessoais nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Também fica prevista a ‘interoperabilidade’, obtenção automática de dados fornecidos pelo cidadão ao Governo Federal, entre os órgãos públicos. O objetivo é que políticas públicas possam ser aplicadas de forma ágil, evitando a repetição desnecessária de pedidos de documentos e informações ao próprio cidadão. Fonte: AARB

Saúde: Saúde ocular

Você notou algo diferente na sua visão? Sim? Não deixe passar nenhuma queixa ocular.
1 - Você lê bastante ou fica muito tempo em frente às telas? Quando você está olhando para uma tela, diminui o número de piscadas. Quando uma pessoa pisca menos, a lubrificação do olho, pela lágrima, fica prejudicada. A má lubrificação pode provocar irritação e vista cansada;
2 - Pratique a técnica do 20x20x20. Ficou por 20 minutos na frente de uma tela ou lendo? Pare, e direcione o seu olhar por 20 segundos para longe. Essa manobra permite os olhos descansarem um pouco;
3 - Evite assistir vídeos ou jogar vídeo games pelo celular. Prefira a TV, que é maior;
4 - Ajuste o brilho do seu celular e o monitor do computador;
5 – Esteja sempre em dia com a receita dos seus óculos;
6 - O adulto que tiver pressão alta ou diabetes deve fazer um exame oftalmológico de rotina, logo que for diagnosticada a doença;
7 - Use óculos escuros com filtro de proteção ultravioleta e um boné. A luz do sol é prejudicial aos olhos da mesma maneira que ela é prejudicial na pele.
8 – Mantenha a consulta no oftalmologista em dia;
9 – Não compartilhe maquiagem. A maquiagem também é um meio de contágio.
Fonte: Hospital Albert Einstein

Orientação segura: Como iniciar uma vida positiva?

Existem vários estudos para tornar a vida das pessoas melhores, com o foco na felicidade. Essa ciência da felicidade é tema de grandes e importantes universidades nos Estados Unidos, e não deve ser considerada autoajuda ou esoterismo.

Na vida positiva seu foco estará nas virtudes em vez do vício/vitimismo, para que as pessoas possam enfrentar as adversidades da vida mantendo os níveis de felicidade. O foco está no bem-estar humano. Essa construção do focar no positivo e estabelecer um novo projeto de hábitos que terão como resultado a excelência humana, levando em consideração os pontos fortes e o bem-estar interior. As ações positivas constroem atitudes positivas interiores, fortalecendo o aprendizado e, portanto, resultando algo mais positivo.

Quando se compreende que as emoções são uma reação e que os sentimentos podem ser agradáveis, desagradáveis ou neutros, tem-se mais possibilidades de escolha. A consciência no que ele escolher valorizar o torna mais flexível a reorganizar seu interior, procurando se adaptar mais, com olhar positivo, e permitindo crenças facilitadoras.

Essa nova perspectiva do indivíduo o coloca como responsável, onde além de responsável ele é co-criador do seu estado emocional, apesar das intempéries.

Exercite a gratidão, para valorizar o que se tem, sendo flexível, tendo clareza no pensar e agir, para expressar-se de forma aberta, colaborar na solução de problemas, aderir a rituais que gosta ou que quer mudar, trabalhar o amor e afeto. Fonte: vemprovida.com.br

Ação Positiva

"As pessoas são atraídas pelo carisma positivo do espírito empreendedor." Bill Fitzpatrick



Certa Seguros
Avenida Getulio Vargas 1403N Sala 201
Ed. Don Ricardo
Centro, Chapecó/SC
certa@certacorretoradeseguros.com.br
(49)3321-1100


Veja também

Mensageiro Seguro 96514/09/18 Celular ao volante pode retirar direito à indenização Celular e direção causam problemas que vão além dos prejuízos e da exposição ao perigo. Se for comprovado que o motorista estava usando celular na hora de um acidente, ele pode perder o direito à indenização da seguradora. Segundo o Detran-GO, de 1° de janeiro......
Mensageiro Seguro 97814/12/18 Habilidades imprescindíveis ao profissional Todos querem trabalhar numa excelente corporação. O que nem todos captam, é que quem faz esta ou aquela empresa ser uma organização bem quista por todos, são as......
Mensageiro Seguro 99209/04/19 UFSC emite primeiros diplomas digitais assinados com certificado ICP-Brasil A Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC emitiu no dia 15 de março, os primeiros diplomas digitais conforme estabelecido pela Portaria nº 554 do......

Voltar para Blog

Uso de Cookies

Nós utilizamos cookies com o objetivo de oferecer a melhor experiência no uso do nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda com os nossos Termos de Uso.