topo

Postado em 24 de Julho às 14h21

Mensageiro Seguro 1062

Institucional (85)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Ano XIV – 25/07/2020 - Edição 1.062 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara...

Ano XIV – 25/07/2020 - Edição 1.062
Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda.

Edição: Samara Braghini

Leia nesta edição do Mensageiro Seguro


1.A diferença está no não produto
2.Assinatura Digital: solução para mais segurança e rapidez nos negócios
3.Caducou a Medida Provisória 927. E agora?
4.Saúde: Manhã ou noite? Qual a melhor hora para fazer exercícios?
5.Orientação segura: Você se comunica de maneira eficiente?
6.Ação Positiva

A diferença está no não produto

Muitas empresas são extremamente preocupadas com a qualidade dos produtos e serviços que fabricam ou fornecem e se esquecem de verificar e cuidar como esses produtos e serviços são percebidos pelo mercado, pelos clientes. Elas são fortes em conteúdo e fracas em continente.

Hoje, com muitos concorrentes, qualidade semelhante e preços similares, tão importante quando o produto em si (conteúdo) é o continente, ou seja como ele chega, como é percebidos pelos clientes, pelo mercado.

Conheço empresas que realmente possuem produtos e serviços muito superiores aos da concorrência, mas que vendem menos, embora os preços sejam competitivos. O que ocorre é que a percepção que o cliente tem de uma empresa ultrapassa os produtos ou serviços que ela produz ou fornece. O cliente percebe a empresa como um todo.

Pouco adianta um produto excelente se a assistência técnica for ruim, a entrega não cumprir prazos, as formas de pagamento forem antiquadas, o design for desagradável.
O produto deles é o melhor do mercado, mas não dá para comprar porque são muito complicados, afirmou um cliente. Eles prometem prazos e nunca cumprem, disse um cliente sobre outra empresa.

Assim, veja como sua empresa, sua marca, seus produtos e serviços são percebidos pelo mercado e lembre-se que ter o melhor produto é obrigação. A diferença estará, a cada dia mais, no não-produto. Pense nisso. Sucesso!
Por Luiz Marins

Assinatura Digital: solução para mais segurança e rapidez nos negócios

Em apenas algumas semanas, grande parte da força de trabalho do mundo mudou para o trabalho remoto. Uma pesquisa recente do Gartner indica que 91% dos líderes de RH implementaram o home office nas empresas em que trabalham. À medida que mais e mais funcionários aderem esse novo modelo, empresas não podem deixar de lado o investimento em segurança de dados.

A assinatura digital de documentos se mostrou essencial para as organizações. Ela permite que trabalhadores remotos assinem documentos com segurança a qualquer momento, de qualquer lugar do mundo e em qualquer dispositivo. A tecnologia é juridicamente aceita, economiza tempo, é segura e nunca expira. Sua adoção é um fator essencial no desenvolvimento da sociedade digital, uma vez que seu uso aprimora a implementação de novos serviços.

“Ela permite que indivíduos e organizações adicionem uma assinatura digital a um documento para provar a identidade e autenticidade do remetente. Ela pode ser usada onde você estiver, em casa, no escritório, no café, e geralmente é mais rápida do que se tivesse que assinar documentos pessoalmente. Além disto, é mais segura do que as assinaturas digitalizadas e os tickets eletrônicos, que podem ser facilmente alterados e não garantem a identidade do remetente”, explica Avesta Hojjati, chefe de Pesquisa e Desenvolvimento na DigiCert.

Uma assinatura digital é uma mistura criptografada de uma mensagem que pode ser descriptografada por qualquer pessoa que tenha uma cópia de sua chave pública. Para funcionar, ela requer um certificado com informações de identificação do titular do certificado para garantir que a identidade seja precisa. As autoridades de certificação (CA) validam a autenticidade das pessoas que solicitam um certificado digital antes de emiti-lo em seu nome.

Se o documento for adulterado, a assinatura será invalidada. Ao contrário de uma assinatura digitalizada ou digitada, é praticamente impossível forjar uma assinatura digital. São muitas as situações em que esta tecnologia pode ser usada: documentos legais, recibos, abertura de contas bancárias, transações financeiras, informações confidenciais de pesquisa, seguros e diplomas.

Existem sim preocupações quanto à sua veracidade e segurança. Isso, em parte, deve-se à falta de interesse das organizações em investir no fortalecimento de sua segurança digital, especialmente nos dados pessoais de funcionários e fornecedores. Entre as ameaça, o phishing é uma das mais usadas pelos cibercriminosos. Os golpistas se aproveitam do momento, como agora, para enviar mensagens falsas com um malware escondido. Há também o brandjacking, onde os e-mails maliciosos se apresentam como sendo de empresas reconhecidas.

As assinaturas digitais servem para organizações de diferentes portes: do pequeno negócio à grande multinacional. As pequenas empresas podem ter vantagens sobre as grandes corporações, pois por serem menores permitem um certo nível de agilidade ao adotar tecnologias e mudar a direção das estratégias comerciais para permanecerem competitivas.

Por outro lado, estão em desvantagem por outros motivos: geralmente enfrentam um ambiente com recursos e pessoal limitados para pesquisa, compra e implementação de novas tecnologias. É por isso que é essencial que os empresários avaliem bem os benefícios das tecnologias emergentes e procurem um parceiro confiável para sua implementação.

Ao procurar um parceiro da Autoridade de Certificação, por exemplo, em vez de escolher a opção mais barata, considere o custo total de propriedade do uso de um provedor menos respeitável que pode deixá-lo em uma brecha quando você mais precisa.

“Lembre-se da reputação e da lista dos principais clientes da Autoridade de certificação, considere a liderança de pensamento da CA, o atendimento ao cliente e as ferramentas disponíveis, como um gerenciador de certificados centralizado que automatiza muitas tarefas. Idealmente, você deve procurar uma CA experiente que siga as práticas recomendadas e incentive os parceiros a fazer o mesmo”, finaliza Avesta. Fonte: Segs

Caducou a Medida Provisória 927. E agora?

A Medida Provisória 927 perdeu o prazo para a votação no dia 19 de julho e caducou. O texto, publicado em março de 2020, flexibilizou regras trabalhistas e permitiu aos empregadores a adoção de alternativas para preservação do emprego e renda durante o enfrentamento do estado de calamidade pública causado pela pandemia do coronavírus.

A caducidade da medida provisória não invalida os atos praticados durante sua vigência. Algumas situações, contudo, merecem um tratamento especial, uma vez que voltam a valer, de 20/07/2020 em diante, as regras anteriores, conforme determinado na CLT, se não houver outra norma legal para substituí-la:

a) Tele trabalho: Com a MP 927 não era necessária a concordância do empregado para a conversão do regime presencial em teletrabalho, bastando a determinação do empregador para esse fim. Após o fim da MP 927, porém, voltam a valer as normas do artigo 75-A a 75-E da CLT, sendo necessário que o empregador obtenha a concordância por escrito do empregado para validação da alteração contratual.

b) Antecipação de Férias e Feriados: A MP 927, no seu artigo 13, permitiu a antecipação dos feriados e férias vincendas, aprazando o pagamento destas para o quinto dia útil do mês subsequente ao início das férias, enquanto que a quitação do terço constitucional foi autorizada junto com o décimo terceiro salário. Neste caso, se as férias foram antecipadas e concedidas sob a égide da MP 927, a sua concessão configura ato jurídico perfeito e, mesmo estando elas ainda em curso, o pagamento é mero consectário, estando assegurada a programação que os empregadores já fizeram. A antecipação dos feriados, como também o pagamento das férias em prazo diverso da CLT, a partir de agora não será mais possível, salvo convenção ou acordo coletivo de trabalho.

c) Banco de Horas: A MP 927 assinalou prazo mais elástico para a compensação da jornada pelos empregados – 18 meses, a contar da data do encerramento do estado de calamidade pública. A partir da caducidade da MP 927, não mais podem ser concretizados novos bancos de horas nesses moldes, voltando a ser aplicável o disposto no artigo 58, parágrafo quinto, da CLT, que autoriza a compensação de horas no prazo máximo de 6 (seis) meses ou 12 (doze) meses, mediante convenção ou acordo coletivo de trabalho.

d) Suspensão dos atestados demissionais e periódicos e treinamentos presenciais: Os artigos 15 e 16 da MP 927 permitiam a suspensão dos atestados admissionais e periódicos e postergavam a sua realização até 60 dias a contar do encerramento do estado de calamidade pública. Não mais vigente a MP 927, deverá o empregador providenciar, imediatamente, a realização de tais exames, por ausência de norma legal que o ampare a partir de agora.

Especificamente em relação às medidas de trato sucessivo, recomenda-se – quando possível – o acautelamento das empresas, por meio da formulação de convenção ou acordo coletivo de trabalho, a fim de prevenir conflitos. Daiana Capeleto - Direito do Trabalho, Direito Empresarial. Fonte: Segs

Saúde: Manhã ou noite? Qual a melhor hora para fazer exercícios?

Quando o assunto é a hora ideal para realizar exercícios físicos, as opiniões se dividem: existem aqueles que preferem treinar logo pela manhã, para poder aumentar sua energia e definir o ritmo do dia, e os que preferem pela noite, após o trabalho.

Enquanto cada um se adapta seu estilo de vida e necessidades, experts afirmam que tem sim um horário que traz maiores benefícios para o seu corpo e mente, e ele é no período da manhã! Para entender isso, a L'Usine, um sport club de Bruxelas explica a seguir:

Exercício de manhã aumenta o metabolismo: A melhor hora para praticar esportes pela manhã é entre às 6 e às 8 horas. Este é o momento em que o cortisol (hormônio do estresse) atinge seu nível mais alto. Assim, ele aumenta a metabolização de carboidratos e gorduras, transformando-os em energia gasta durante o esporte.

Exercitar-se pela manhã diminui o apetite: Se seu objetivo é perder peso, exercitar-se pela manhã é a melhor opção. Ainda que o aumento de metabolismo consuma mais calorias, a atividade física pela manhã reduz o apetite! Essa é uma boa forma de limitar a vontade de comer lanches ao longo do dia.

Praticar esportes de manhã também é uma boa maneira de ficar disposto pelo resto do dia. Além disso, nos mantemos mais serenos graças à liberação de endorfinas, os hormônios do bem-estar. Outra vantagem: o treinamento matinal promove o sono à noite. Ao treinar cedo você melhora seu desempenho e ganha força física. A atividade esportiva da manhã também ajuda a aquecer seus músculos ainda dormentes.

Ao contrário do que muitos pensam, não é aconselhável estar de jejum durante uma sessão de esporte, pois mover o estômago vazio aumenta o risco de desconforto e lesões. Por isso, antes do treino é importante tomar café da manhã.

Por outro lado, não é recomendável comer imediatamente antes do treino, correndo o risco de sentir-se inchada e com náuseas, sendo ideal se alimentar uma hora antes de ir à academia. O melhor, ainda, é fazer um lanche leve que será levado em consideração durante a refeição "depois do esporte". Fonte: Revista Viva Saúde

Orientação segura: Você se comunica de maneira eficiente?

Não há dúvidas de que é possível influenciar pessoas pela comunicação, sendo ela a verbal, a musicalidade da voz e a não verbal, conforme afirmam estudiosos.

Se você diz uma coisa e seu não verbal ou musicalidade diz outra, é possível que seu interlocutor opte por acreditar no não verbal ou na musicalidade. Exemplo: O que é que você tem? O outro, cruza os braços, não olha para você e diz rispidamente: Nada! Se você deseja ser um líder inspirador, invista tempo no desenvolvimento de sua capacidade de comunicação, com atenção especial à quantidade e qualidade do ato.

Abra-se a outros pontos de vista - Invista tempo conversando com as pessoas, peça a opinião delas, troque ideias e crie espaço para que pares, colaboradores, clientes e fornecedores emitam visões sobre os processos. Não existe nada mais insuportável para as pessoas que líderes que transmitem a impressão de saber tudo. É nessas conversas que surgem importantes insights, que impactam positivamente nos resultados da companhia;

2. Seja sensorial – Acabe com os “achismos” quando se comunicar. Fale e tome decisões sempre com base em fatos e dados;

3. Ouça o outro de verdade – Não interrompa seu interlocutor quando ele estiver falando. Coloque-se no lugar dele de maneira empática, olhe-o nos olhos e demonstre real interesse em entender o seu ponto de vista;

4. Entenda ao invés de supor – Quando seu interlocutor utilizar termos que lhe pareçam subjetivos, principalmente sobre outras pessoas e trabalhos, procure compreender o termo com perguntas, como por exemplo: “o que especificamente você quer dizer com a expressão “x”, por exemplo: ele é um “nó cego”?”; ou “em qual aspecto, especificamente, você acredita que nosso processo foi “falho”?”;

5. Exclua a palavra “mas” do vocabulário – A ideia dessa orientação é ressaltar que a palavra “mas” neutraliza ou nega o que foi dito antes, criando confronto. Opte por substituí-la por “e”, que complementa, agrega e não cria animosidade.

Crie espaço para ouvir, mas se policie para prestar atenção, processar o que foi dito e considerar aplicar as ideias relevantes, sem medo de ter seu brilho ofuscado pela ideia de outro membro da equipe. Além de motivar seu parceiro de trabalho, você ainda será visto como um profissional que preza pelo bem da companhia e não trabalha apenas em benefício próprio.

Outra dica poderosa é, quando alguém contribuir com ideias ou materiais para te ajudar, não faça críticas pois a pessoa poderá sentir que é uma crítica a ela, e ela esta fazendo um favor para você. Se tiver que fazer alguma crítica, faça depois, dizendo que compreende o que o autor esta querendo dizer e que você tem uma opinião um pouco diferente, logicamente considerando que o autor tem mais informações que você.

Uma outra dica que considero importante é pedir feedback para as pessoas que trabalham diretamente com você. Este ato aproxima as pessoas, demonstra humildade e te municia de informações do que você precisa mudar para melhorar sua comunicação. Mas cuide para não fazer isto o tempo todo, o que poderá demonstrar insegurança.
Meg Chiaramelli, consultora da Integração Escola de

Ação Positiva

“Se você odeia alguém, é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba.” Hermann Hesse

Veja também

Mensageiro Seguro 99726/04/19 Certificado Digital elimina usuário e senha nas autenticações A autenticação de transação por usuário e senha está ultrapassada e o certificado digital é a ferramenta que desponta para garantir a segurança das transações por usar multi fatores de proteção, observou o coordenador do Instituto de Tecnologia da......
Mensageiro Seguro 101606/09/19 Ferramentas que facilitam a implantação do RH Digital Com o avanço da tecnologia, certamente ninguém quer voltar para a fase em que o responsável pelo recrutamento sentava de frente a uma pilha de currículos......
Mensageiro Seguro 103013/12/19 Ano XIV – 13/12/2019 - Edição 1.030 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro......

Voltar para Blog