topo

Postado em 19 de Novembro às 14h31

MENSAGEIRO SEGURO 1131

Institucional (152)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Mensageiro Seguro Número 1.131 – Ano XIV – 19/11/2021 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros...

Mensageiro Seguro
Número 1.131 – Ano XIV – 19/11/2021
Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda.
Edição: Samara Braghini


Leia nesta edição do Mensageiro Seguro



1. Cinco tendências em negócios para 2022
2. CPF como único documento de identidade começa a valer em SC
3. Comunicação entre Judiciário e bancos será feita de forma eletrônica
4. Emissão de Certificados Digitais ICP-Brasil permanece em ascensão
5. Saúde: Açúcar, a cocaína da alimentação
6. Orientação segura: Corretor de Seguros, um consultor nobre e fundamental
7. Ação Positiva

Cinco tendências em negócios para 2022

As turbulentas tempestades provocadas pela pandemia estão, finalmente, dando pequenos sinais de melhora. Contudo, o cenário que se desenha não parece dos mais promissores. Para os negócios que sobreviveram a esse período conturbado, é hora de reorganizar e planejar as ações para o próximo ano.

No Brasil, a perspectiva é de juros mais altos, somado a uma crise hídrica e às incertezas típicas de um ano eleitoral. No mundo, já se considera um panorama de estagflação, onde a atividade econômica se encontra estagnada em meio a uma alta inflação.

Diante de tantas incertezas, algumas medidas devem ser tomadas a fim de conter a crise e alavancar a retomada econômica. Por isso, listo aqui cinco tendências de negócios que devem se acentuar em 2022.

1 - Exportação: As exportações brasileiras registraram recordes no período da pandemia. Entre janeiro e julho desse ano, foi registrado um aumento de 35,3% em relação ao mesmo período de 2020 – o equivalente a US$ 161,42 bilhões, segundo dados do Governo Federal. O destaque é, sem dúvidas, para o agronegócio, cujo PIB também apresentou seu maior crescimento histórico, de 24,31% em 2020, de acordo com o Comunicado Técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O setor foi especialmente favorecido pela desvalorização do Real – especialmente se tratando da soja e o minério de ferro. Com o Dólar em alta, a tendência é que mais empresas intensifiquem suas operações internacionais em 2022.

2 - Internacionalização: Nos últimos oito anos, o nível de internacionalização das empresas brasileiras saltou de 12,9% para 21,6%, de acordo com um estudo publicado pela Fundação Dom Cabral. O aumento deixa claro a quantidade de portas abertas para os empreendedores constituírem suas empresas ao redor do mundo – novamente favorecidos pela cotação das moedas estrangeiras e menor tributação em determinados países. A Lei nº 14.195, que tem como objetivo a desburocratização do ambiente de negócios no Brasil, deve reduzir a insegurança jurídica tanto das empresas estrangeiras que querem atuar no Brasil quando das brasileiras que eram se internacionalizar.

3 - Fusões e aquisições: Com foco em garantir sua sobrevivência, minimizando os impactos econômicos sentidos nesse último ano, as operações de fusões e aquisições vêm batendo recordes tanto em âmbito nacional quanto internacional. Só no primeiro trimestre deste ano, essas operações atingiram US$ 1,1 trilhão, um recorde desde 1998, segundo dados da Bloomberg. Para 2022, a tendência é que cada vez mais companhias busquem essa estratégia como forma de unir forças, melhorar a eficiência e garantir a continuidade dos negócios.

4 - Reestruturação societária: Passado o período mais turbulento da pandemia, muitas empresas devem fazer uma análise mais profunda de seu quadro societário. A reorganização interna é uma das principais chaves para sair da crise. Esse processo é uma consequência das mudanças estruturais que aconteceram ao longo do período dentro das companhias, como também em decorrência das próprias operações de fusões e aquisições. O objetivo é proteger os direitos dos acionistas ou sócios, aumentando a eficiência e competitividade das empresas.

5 - Planejamento sucessório: Nunca sentimos tanto a vulnerabilidade da vida como neste período de pandemia. Foram mais de 600 mil óbitos causados pela Covid-19 apenas no Brasil – perdas que impactaram muitas empresas.Nesse contexto, a busca por um planejamento sucessório tem sido grande. Segundo o IBGE, a procura por esse tipo de documentação aumentou em mais de 50% em 2020. Como mais de 90% das empresas brasileiras são familiares, pensar a sucessão é fundamental. Dados mostram que mais de 70% das empresas não chegam aos filhos e apenas 5% chegam à geração dos netos de seu fundador. Ter uma visão de longo prazo é fundamental.

O ano de 2022 deve ser desafiador, com uma projeção tímida no PIB, de crescimento previsto de apenas 1,57%. Contudo, é hora de as empresas olharem mais para dentro. É preciso estar com tudo em ordem e sempre atento aos negócios. Afinal, toda crise sempre reserva boas oportunidades. Estar preparado para aproveitá-las é o que faz a diferença. Por Thais Cordero, advogada – Fonte Segs

CPF como único documento de identidade começa a valer em SC

Santa Catarina começou a adotar, nesta semana, o documento de identificação que unifica o RG e o CPF. O objetivo é evitar fraudes e dar mais segurança aos cidadãos.

Uma foto 3x4, biometria, verificação de dados e pronto: está feita a solicitação. O processo é o de sempre, mas o documento já não sai como antes. O número do CPF passa a ser o número da identidade. “A gente alerta que essas exigências não são simplesmente burocracia, mas, sim, para dar segurança ao cidadão, para garantir que é ele mesmo que está fazendo o documento para ele e não uma outra pessoa se passando por ele”, explica Fernando Souza, diretor de identificação do IGP/SC.

O processo de mudança iniciou há três anos, quando o Instituto Geral de Perícias do estado começou a cruzar informações com o banco de dados da Receita Federal. Santa Catarina é o primeiro estado do país a adotar esse novo sistema. Pode parecer só um detalhe, mas é uma grande mudança. Vincular o CPF à impressão digital: duas informações capazes de identificar qualquer um. Junto com a fotografia, o documento deve dificultar a ação de criminosos. “No Brasil, por ano, são bilhões de reais para cobrir golpes por causa disso”, afirma Fernando.

A Renata sabe bem. Com um documento falso, abriram contas, pediram empréstimos e fizeram compras em nome dela no valor de R$ 30 mil. Já são três boletins de ocorrência. A cada vez que eu recebo essas faturas, eu preciso ir até a instituição financeira contestar essas contas. O problema é que esse documento continua rodando por aí e eu não sei quando essas fraudes vão terminar”, conta a perita criminal Renata Brasil.

O RG atual não vai perder a validade. A mudança vai ser gradual. O governo do estado espera que em dez anos todos as pessoas de Santa Catarina tenham o novo modelo de identificação.

A estudante Ana Clara Batista já está de documento novo. “Eu me sinto mais tranquila porque é um número unificado e ninguém pode fazer um plágio, ninguém pode copiar. É mais seguro, é mais prático, faz mais sentido”. Fonte: AARB

Comunicação entre Judiciário e bancos será feita de forma eletrônica

O Conselho Nacional de Justiça e a Federação Brasileira de Bancos assinaram, no dia 9 de novembro, Termo de Cooperação Técnica. Isso permite que toda comunicação entre o Poder Judiciário e as instituições financeiras seja eletrônica. Atualmente, os bancos recebem, por ano, mais de 1 milhão de ofícios físicos dos tribunais de todo o país, com todo tipo de ordens e pedidos.

A Plataforma Digital do Poder Judiciário (PDPJ-Br), criada pela Resolução CNJ 335/2020, será a ferramenta eletrônica utilizada. Para esse convênio será desenvolvido módulo específico de integração do sistema bancário à plataforma. "Essa mudança trará avanço na prestação jurisdicional", avaliou o presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, durante a assinatura do termo.

Na opinião do presidente da Febraban, Isaac Sidney Ferreira, ao término da implantação do sistema haverá uma grande evolução na comunicação entre o sistema bancário e a justiça brasileira. "Hoje, temos um grande risco de perda de informação e de atraso no cumprimento das ordens, pois recebemos ofícios judiciais de todos os tipos, sem nenhuma padronização. Isso mudará com a plataforma", afirmou.

Em até 90 dias será lançado um plano de trabalho para execução do projeto, que terá duração de 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período. A Plataforma Digital do Poder Judiciário Brasileiro (PDPJ-Br) é um sistema multisserviço que, além de unificar o trâmite processual no país, permite a realização de adequações de acordo com as necessidades de cada tribunal. Além do foco na redução da taxa de congestionamento processual, a PDPJ prioriza tecnologias de código aberto desenvolvidas em microsserviços e promove a adequação do Poder Judiciário à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD – Lei nº 13.709/2018).

Os sistemas públicos hoje existentes, em suas versões originárias, serão tratados todos como "legados" e serão progressivamente "desidratados" ou "modularizados" para a criação de "microsserviços" de forma que em médio prazo naturalmente convirjam para uma mesma solução. Com informações da assessoria do CNJ. Fonte: Consultor Jurídico

Emissão de Certificados Digitais ICP-Brasil permanece em ascensão

O número de emissões de certificados digitais com a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), bate mais um recorde. No final de outubro deste ano, o número de emissões já atingiu 101,76% do resultado de todo o ano de 2020.

Até o momento, já são registrados 10.509.730 certificados ativos e 6.176.560 emitidos só este ano de 2021. Outros recordes já foram alcançados em 2021, como no mês de agosto, quando foram registrados 702.857 mil novos certificados digitais emitidos, o maior número da história da ICP-Brasil, sendo aquele o 15º mês consecutivo de resultados positivos.

O número de certificados registrados já representa 88% do número projetado para este ano, que é de 6.980.213, novas emissões. Fonte: ITI

Saúde: Açúcar, a cocaína da alimentação


Os açúcares dos doces, refrigerantes e sucos adoçados possuem um efeito muito interessante. Diferentemente do açúcar presente, por exemplo, no pão integral e em boa parte das frutas, o açúcar dos doces é simples e facilmente digerido pelo corpo. Por isso, logo que são ingeridos, eles elevam a glicose do seu sangue, o que aumenta os níveis de energia. O efeito imediato é de maior disposição.

Porém, o excesso de glicose leva o pâncreas a produzir uma grande quantidade de insulina para transportar rapidamente a glicose para as células. O resultado: o nível de glicose baixa rapidamente, e isso gera um cansaço absurdo.

Esse é apenas um efeito de curto prazo. No longo prazo, a grande ingestão de açúcares simples pode causar hipertensão, diabetes, obesidade, câncer, enfraquecimento do sistema imunológico e acúmulo de gordura. Portanto, devemos evitar ao máximo os açúcares simples em excesso, presentes nos fast foods, doces, bolos, pão branco e refrigerantes, para ter mais energia durante o dia.

Dê preferência a alimentos integrais e não-processados. Eles possuem maior presença de açúcares complexos, que são digeridos mais lentamente e não elevam bruscamente a glicose no sangue. Por isso fala-se muito do Índice Glicêmico dos alimentos. Fonte: Marcelo Toledo

Orientação segura: Corretor de Seguros, um consultor nobre e fundamental


O Corretor de Seguros tem responsabilidade social importante. É parceiro de longa jornada para uma mentalidade mais consciente sobre a importância da proteção e do planejamento futuro, apoiados na educação financeira das gerações.

A CAPEMISA Seguradora visa estreitar e aprimorar essa relação no dia a dia. O trabalho é feito para que o Corretor possa ter uma rotina mais eficiente, planejando suas ações, estruturando sua estratégia de prospecção comercial com embasamento e profundidade e investindo sempre na abertura de novas frentes de negócios. Seu desenvolvimento e capacitação profissional fazem parte de um olhar especial da empresa na contribuição ao mercado e qualificação da indústria de seguros.

O Corretor é tão fundamental naquilo que faz, trazendo uma reflexão diária sobre a importância de proteger a vida das pessoas e famílias que, mesmo com o uso intensivo de meios digitais, sua assessoria “olho no olho” ainda é o grande diferencial. A tecnologia encurtou as distâncias e otimizou contatos, mas o relacionamento próximo preserva ainda mais a confiança das relações comerciais entre o cliente e a seguradora. E quem não valoriza essa relação de troca?

O Corretor é o profissional que mais conhece sobre produtos, métodos de trabalho, filosofias empresariais e comportamento de consumo: necessidades reais das pessoas. Ele nos alimenta com retornos importantes, ideias e críticas para o crescimento e desenvolvimento de novas soluções. Faz-se necessário sempre ouvi-lo, por isso.

12 de outubro é um dia de muita celebração, uma data representativa para parabenizar esses profissionais, que devem ser cuidados com uma parceria diária.Cito iniciativas, como os investimentos em tecnologia e inovação e o lançamento da Central do Corretor, plataforma criada a partir da experiência do usuário, inclusive ouvindo feedback de parceiros. Neste ano, a companhia também implementou a formalização digital dos seguros PMEs, além da modernização de produtos Bilhete Premiável CAPEMISA e Vida Eventos, garantindo mais agilidade no fechamento de contratos.

A empresa também aposta em campanhas como a Sou+Você, que valoriza o poder de venda e o potencial individual com premiações em dinheiro – neste caso, o Corretor tem a vantagem de “concorrer só com ele mesmo”, transformando pontos em renda extra. Outra novidade que retrata muito esse apoio aos Corretores é o projeto ‘Visita ao Oceano Azul’. Lançado este ano, ele oferece ao profissional a oportunidade de conhecer com mais profundidade o universo das PMEs e o potencial desse mercado, no qual a CAPEMISA tanto se especializou nos últimos anos e por isso consegue trazer informações detalhadas, estudos regionais e levantamentos robustos que servem como direcionamento para o contato com os empreendedores.

Todas essas ações aproximam Corretores e clientes. Mais preparados, os profissionais conseguem despontar em um mercado de Seguros competitivo. Ao Corretor, que sensibiliza a sociedade sobre os imprevistos diante da vulnerabilidade da vida e multiplica para todo o Brasil o significado da palavra segurança, a CAPEMISA Seguradora quer sempre trazer motivos para comemorar. Por Fabio Lessa, diretor comercial da CAPEMISA Seguradora

Ação Positiva

"Ninguém vai ao trabalho pretendendo fracassar." Treacy e Wiersema



Certa Seguros
Avenida Getulio Vargas 1403N Sala 201
Ed. Don Ricardo
Centro, Chapecó/SC
certa@certacorretoradeseguros.com.br
(49)3321-1100


Veja também

Mensageiro Seguro 96728/09/18 Os consumidores das diferentes gerações Pela primeira vez convivemos com três gerações diferentes simultaneamente no mercado e ativamente na sociedade. As gerações estão mais curtas e essa mudança afeta a maneira como as pessoas se comportam e consomem produtos e serviços. Por isso, é fundamental conhecer essas gerações,......
MENSAGEIRO SEGURO 111102/07 Mensageiro Seguro Número 1.111 – Ano XIV – 02/07/2021 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro......
Mensageiro Seguro 97630/11/18 Emoções inteligentes Compreender os próprios sentimentos e lidar com eles da melhor forma possível é algo vantajoso para liderar no universo corporativo e para a vida. “Emoção inteligente é......

Voltar para Blog

Uso de Cookies

Nós utilizamos cookies com o objetivo de oferecer a melhor experiência no uso do nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda com os nossos Termos de Uso.